Clínica Zenha Blog

Saúde Oral

Branqueamento Dentário

O Branqueamento Dentário é um procedimento de carácter essencialmente estético que consiste na aplicação de agentes químicos que promovem alterações na tonalidade dos dentes.

O gel branqueador, composto por peróxidos, é aplicado na superfície do dente e infiltra-se no esmalte. Através da sua ação oxidante liberta as moléculas constituintes dos pigmentos provocando, assim, a sua destruição e consequente branqueamento da estrutura dentária.

branqueamento dentário - tudo o que necessita de saber

Alterações da cor dentária

A etiologia das alterações da cor dentária é muito variada e multifatorial podendo ocorrer tanto na dentição decídua (dentes de leite) como na dentição permanente. Por isso, é fundamental compreender que qualquer que seja a intensidade e frequência das manchas dos dentes, para que o tratamento proposto seja eficaz, é imprescindível a determinação e remoção da sua causa, caso contrário, o tratamento realizado poderá não ser satisfatório e/ou bem- sucedido.

Deste modo, é importante salientar que o gel branqueador não altera o esmalte se forem utilizados produtos certificados, e quando é aplicado de forma adequada. Deste modo, o branqueamento dentário é um ato médico que só pode ser realizado por profissionais de saúde oral. Esta condição é fundamentada pelos riscos relacionados com a natureza das substâncias branqueadoras utilizadas.

Tratamento de Branqueamento Dentário

A realização deste ato médico dentário implica a realização de um exame clínico prévio que possibilita um correto diagnóstico da condição oral e permite a seleção da técnica mais correta e adequada para cada paciente. Além disso, este procedimento pressupõe a aplicação de medidas preventivas operatórias aquando da aplicação ou uso dos produtos de branqueamento dentário pelo paciente, de forma a evitar complicações orais e possibilitar as condições propícias a tornar o resultado mais eficaz.

As orientações relativas ao tratamento, mencionadas pelo profissional de saúde oral, visam evitar tempos excessivos e/ou exposições desnecessárias assegurando, desta forma, a ausência de fatores de risco ou outras patologias orais que podem comprometer a realização adequada do branqueamento dentário.

Tipos de Branqueamento Dentário

Em relação aos tipos de tratamento, apesar do agente branqueador poder ser exatamente o mesmo, as concentrações variam e a forma de aplicação também. Assim, existem dois tipos de branqueamento dentário: o branqueamento em consultório e o branqueamento em ambulatório.

Branqueamento dentário em ambulatório – este é realizado em casa a partir de goteiras de branqueamento e, geralmente, durante o período da noite. As goteiras são confecionadas na clínica médico-dentária sendo individualizadas e, consequentemente, bem-adaptadas aos dentes do paciente.

Isto permite que a quantidade de produto branqueador seja o mínimo necessário para o tratamento diminuindo, assim, o risco de complicações. Este tipo de tratamento dura, aproximadamente, 15 dias podendo ser ajustado mediante a avaliação clínica do profissional de saúde que acompanha o caso.

Já o branqueamento em consultório, pode ser distinguido em dois tipos: o branqueamento externo e o branqueamento interno.

Branqueamento externo – realizado em ambiente clínico, com concentrações mais elevadas de agentes branqueadores, normalmente numa única sessão, podendo ser repartido em mais do que uma consulta.

Este tipo de branqueamento é, habitualmente, realizado para resultados mais imediatos. Também é indicado, por exemplo, para pacientes que tenham reflexo de vómito muito acentuado e que, por isso, não suportem o uso de goteiras para o tratamento em ambulatório.

Para um resultado mais efetivo e durável, é possível fazer uma combinação do branqueamento externo em consultório e depois um reforço com o branqueamento externo em ambulatório.

Branqueamento interno – Quando falamos de dentes não vitais, ou seja, dentes que tenham sido desvitalizados, o procedimento tem de ser realizado em consultório uma vez que o agente branqueador é infiltrado no interior do dente, daí ser denominado de branqueamento interno. Este procedimento é feito em várias sessões até se alcançarem os resultados desejados. O branqueamento interno, dependendo do caso, dura vários anos, porém, é expectável que ao longo da vida possa haver alguma recidiva sendo necessário a repetição do procedimento.

primeira consulta branqueamento dnetário

Produtos de venda livre

Existem, ainda, inúmeros artigos de venda livre, contudo são pouco eficazes e cujo controlo é um pouco duvidoso pois muitos deles não cumprem com as normas europeias de higiene e segurança. Além disso, é importante salientar que, a maioria destes produtos consegue o seu efeito branqueador com algum desgaste da superfície do dente, ou seja, têm um modo de atuação que implica alterações irreversíveis na estrutura dentária, uma vez que são à base de sílica, ou então removem apenas as manchas superficiais. Enquanto que os produtos de branqueamento recomendados e utilizados pelos profissionais de saúde oral não provocam dano nem erosão dentária e contêm, inclusive, componentes como o flúor e nitrato de potássio que além de estabilizarem a cor, reduzem a sensibilidade dentária.

tratamento branqueamento dentário

Indicações para Branqueamento Dentário

O branqueamento dentário não está indicado para pessoas que apresentem doença periodontal não controlada, cáries dentárias, entre outras patologias orais, e também não deve ser realizado em indivíduos menores de idade, grávidas ou mães em fase de amamentação.

Portanto, se quer ter dentes mais brancos e bonitos, mas não sabe se este tratamento é indicado para si, entre em contacto connosco. Estamos aqui para o ajudar!

Categorias

Marcar Consulta

MARQUE A SUA CONSULTA DE AVALIAÇÃO